Home
Saiba Mais...
Ardora
Hot Potatoes
Testes
Textos
Visite
Aprendo_Cri@ndo
Palmares-PE
 

eXTReMe Tracker

Creative Commons License

Hospedado em
Miarroba

 

 

 

Os cloroplastos e o processo de fotossíntese

 

Os cloroplastos são ricos em clorofila e são responsáveis pela fotossíntese. O seu número é variável de célula para célula. Apresentam duas membranas, uma externa (lisa) e uma interna (pregueada, formando lamelas). Possuem DNA e são capazes de auto-reprodução.

 

A fotossíntese é o fenômeno pelo qual os organismos clorofilados retêm a energia da luz e a utilizam na reação entre o CO2 e a água para obtenção de glicose (matéria orgânica), com liberação de O2 para o meio. A fotossíntese representa uma fonte permanente de matéria orgânica que é usada como alimento por todos os seres heterotróficos, como também possibilita a renovação constante do ar atmosférico, retirando o gás carbônico e liberando o oxigênio.

 

6CO2 + 12H2O --> C6H12O6 + 6H2O + 6O2

 

A fotossíntese compreende duas etapas: a fase luminosa e a fase escura.

A fase luminosa exige a participação da luz para a formação de ATP (adenosina trifosfato) e fotólise da água (rompimento da molécula de água com liberação de oxigênio).

Encerrada a primeira fase, tem prosseguimento a segunda, mesmo na ausência de luz, daí a denominação de fase escura.

 

 

As mitocôndrias e o reprocessamento de energia na célula

 

As mitocôndrias apresentam duas membranas: uma externa (lisa) e uma interna (pregueada, formando as cristas mitocondriais). Elas extraem a energia acumulada nas moléculas orgânicas formadas na fotossíntese, guardando-a em moléculas de ATP, no processo chamado de respiração.

 

A respiração pode ser aeróbia ou anaeróbia.

 

A respiração aeróbia é uma seqüência de reações de degradação das moléculas orgânicas, visando à liberação da energia nelas contidas, afim de guardá-las em moléculas de ATP, com a participação do oxigênio molecular (O2).

 

Acontece em três etapas: glicólise, ciclo de Krebs e cadeia respiratória.

  • A glicólise acontece no citoplasma

  • O ciclo de Krebs ocorre na matriz mitocondrial

  • A cadeia respiratória nas cristas mitocondriais. Durante o processo são utilizados a glicose ou outros metabólitos, o O2 e ADP, resultando na formação de CO2, H2O e 38 moléculas de ATP.

 

C6H12O6 + 6O2 --> 6CO2 + 6H2O + ENERGIA

 

A respiração anaeróbia é uma forma de obtenção de energia pela oxidação de compostos orgânicos, porém com a utilização de substâncias inorgânicas como nitratos, sulfatos ou carbonatos no lugar do oxigênio. O ganho energético é inferior ao da respiração aeróbia. Ocorre em microorganismos como as bactérias denitrificantes do solo, as leveduras, etc.

 

O principal tipo é a fermentação que pode ser alcoólica, lática ou acética.

A fermentação é uma modalidade de respiração anaeróbia em que os íons hidrogênio liberados não são recolhidos nem pelo oxigênio (r. aeróbia) nem pelos compostos inorgânicos, mas sim pelos próprios subprodutos da degradação da glicose, como o ácido pirúvico.

  • Na fermentação alcoólica, o ácido pirúvico dá como produtos finais o álcool etílico e CO2.

  • Na fermentação lática, o ácido pirúvico se transforma em ácido lático.

  • Na fermentação acética, o ácido pirúvico forma ácido acético e CO2.

 

Amara Maria Pedrosa Silva

 

Atualizado em: quarta-feira, 01 de março de 2017