Home
Saiba Mais...
Ardora
Hot Potatoes
Testes
Textos
Visite
Aprendo_Cri@ndo
Palmares-PE
 

eXTReMe Tracker

Creative Commons License

Hospedado em
Miarroba

 

 

 

LEIS DA HERANÇA – EXPERIMENTOS DE MENDEL

 

 

Mendel cultivou ervilhas por muitos anos no jardim do mosteiro de Santo Tomás, em Altbrünn (atual Brno), na Eslováquia; e notou que elas diferiam entre si por certas características bem definidas. Algumas plantas eram baixas, enquanto outras eram altas. Umas possuíam sementes amarelas e outras possuíam sementes verdes. Umas tinham sementes lisas e outras sementes rugosas.

Um dos fatores do sucesso de Mendel estava no fato de que as características de um tipo de ervilha eram mantidas, geração após geração, porque a ervilha apresenta auto-fecundaçao, devido à anatomia de sua flor.

A flor da ervilha apresenta duas pétalas soldadas que guardam dentro de si os órgãos masculino e feminino da planta. Desta maneira, não há possibilidade de um inseto polinizá-a, não havendo, pois, mistura de pólen.  Assim, sempre ocorre a fecundação entre as partes feminina e masculina da mesma flor (auto-fecundaçao).

 

São características importantes na escolha de um organismo para experimentos genéticos:

  • Ciclo reprodutivo curto;

  • Prole numerosa;

  • Caracteres bem visíveis;

  • Conveniência de manuseio;

  • Recombinação (combinar características ou expressões de um mesmo caráter);

  • Cruzamentos controlados (escolha e acompanhamento de linhagens);

  • Economicamente viável.

 

 

Mendel Descobre o Princípio da Dominância

 

A etapa seguinte do trabalho de Mendel consistiu em verificar o que aconteceria se cruzasse duas plantas com características diferentes, como a cor das sementes. Conseqüentemente, escolheu uma planta com sementes amarelas e outra com sementes verdes.

Em seguida ele removeu as anteras da flor de sementes verdes quando ainda estava jovem. Quando a parte feminina amadureceu, ele colocou sobre ela o pólen da flor de sementes amarelas. As plantas que iriam nascer seriam amarelas, seriam verdes, ou teriam uma coloração intermediária? Verificou, porém que todas as plantes descendentes do cruzamento apresentavam sementes amarelas, sendo dominantes sobre as verdes.

 

   P  =  sementes amarelas X sementes verdes     (VV x vv)

   F1 =     sementes amarelas (100%)                      (Vv)

 

Chamamos P a geração dos pais e F a dos filhos.

F1 é a primeira geração e F2 é a geração descendente do cruzamento dos F1 X F1, e assim por diante.

 

Quando ele inverteu o cruzamento, usando o pólen da planta de sementes verdes sobre a parte feminina da planta de sementes amarelas, chegou ao mesmo resultado: todos os descendentes apresentavam sementes amarelas.

 

Seriam essas plantas de sementes amarelas iguais a um dos pais amarelos?

E a característica verde, onde estaria?

 

Resolveu, então, cruzar estas plantas amarelas entre si:

F1 x F1.   (Vv x Vv)

 

Apareceram em F2: 75% de plantas com sementes amarelas e 25% de plantas com sementes verdes. O caráter para verde estava escondido (em recesso), reaparecendo na 2ª geração.

 

 

Possibilidade de cruzamentos entre plantas de sementes amarelas e sementes verdes

 

CRUZAMENTOS

PROPORÇÕES PREVISTAS PARA F1

GENÓTIPOS

FENÓTIPOS

1

VV x VV

100% VV

100% amarela

2

VV x Vv

50% VV – 50% Vv

100% amarela

3

VV x vv

100% Vv

100% amarela

4

Vv x Vv

25% VV – 50% Vv – 25% vv

75% amarela – 25% verde

5

Vv x vv

50% VV – 50% vv

50% amarela – 50% verde

6

vv x vv

100% vv

100% verde

 

 

 

Mendel estudou sete características diferentes nas ervilhas, todas elas com dominância.

 

 

CARACTERES

 

GENES DOMINANTES

 

GENES RECESSIVOS

Forma da semente

R = lisa

r = rugosa

Cor da semente

V = amarela

v = verde

Cor da flor

B = colorida

b = branca

Cor da vagem

A = verde

a = amarela

Forma da vagem

R = lisa

r = rugosa

Flores

T = não terminal

t = terminal

Altura da planta

B = planta alta

b = planta baixa

 

Apesar de não ter conhecimento da existência de cromossomos e de genes, Mendel verificou que havia fatores que passavam inalterados de geração em geração, podendo estar em recesso e reaparecendo em gerações seguintes.

 

O fato de ervilhas amarelas cruzadas com verdes produzirem em F1 ervilhas todas amarelas e o reaparecimento da verde na geração F2, levou Mendel a raciocinar que na planta havia algum elemento controlador que denominou de fator (hoje sabemos que é o gene). Ele imaginou que cada característica era transmitida por um par de fatores que se separariam para formar os gametas (células sexuais).

 

 

Com isto, ele pôde estabelecer algumas leis que até hoje são conhecidas como

 

LEIS DE MENDEL.

Leia mais...

Amara Maria Pedrosa Silva

 

Atualizado em: quarta-feira, 01 de março de 2017