Home
Saiba Mais...
Ardora
Hot Potatoes
JClic
LIM
Tabela Periódica
Testes
Textos
Webquest
Diversão
Acerte a palavra
BioForca
Livro de Visitas
Assinar
Ler
Visite
Aprendo_Cri@ndo
Palmares-PE
Baixe
Apostilas&Tutoriais
 

eXTReMe Tracker

Creative Commons License

Hospedado em
Miarroba

 

 

 

 Alelos Múltiplos ou Polialelia - Genótipos dos Grupos Sanguíneos ABO

 

Polialelia é a ocorrência de diversos tipos de genes todos alelos entre si, já que ocupam o mesmo locus cromossômico, justificando diversas expressões fenotípicas de um mesmo caráter.

Foi constatado que os grupos sanguíneos, do sistema ABO, são condicionados não por um par de genes, mas por 3 genes que interagem dois a dois.

Gene IA, que determina a formação do grupo A;

Gene IB, que determina a formação do grupo B;

Gene i,  que determina a formação do grupo O.

O I ou i vem de ‘imunidade’.

O gene i é recessivo em relação aos outros dois e não ocorre dominância entre os genes IA e IB.

IA  = IB > i

O quadro abaixo mostra as diferentes possibilidades de tipos sanguíneos.

GRUPOS

GENÓTIPOS

HOMOZIGOTOS

HETEROZIGOTOS

A

IA IA

IA i

B

IB IB

IB i

AB

-

IA IB

O

i i

-

 

Caracterização dos Grupos Sanguíneos do Sistema ABO

GRUPOS

HEMÁCIAS

aglutinogênio

PLASMA

aglutinina

DOA PARA

RECEBE DE

A

A

anti-B

A – AB

A – O

B

B

anti-A

B – AB

B - O

AB

A e B

-

AB

A-B-AB-O

O

-

anti-A e anti-B

A-B-AB-O

O

As pessoas do grupo O são conhecidas como doadoras universais.

As do grupo AB são chamadas de receptoras universais.

 

Fator Rh ou D

Além do grupo sangüíneo, é necessário observar o fator Rh em uma transfusão sangüínea. Esse é um outro sistema, independente do ABO.

O nome se deve ao fato de ter sido descoberto inicialmente no sangue dos macacos do gênero Rhesus. Não é um caso de polialelia.

O fator Rh é uma proteína (aglutinogênio ou antígeno Rh) que pode ser encontrada nas hemácias de algumas pessoas (ditas Rh+).

O gene R condiciona a produção do fator Rh;

O gene r condiciona a não-produção do fator Rh.

 

FENÓTIPOS

GENÓTIPOS

Rh+

RR - Rr

Rh-

rr

Transfusões possíveis dentro do sistema Rh

Rh-   <-->   Rh-      -->      Rh+   <-->   Rh+

 

Um problema muito importante em relação ao sistema Rh é a incompatibilidade feto-materna.

Quando a mulher tem sangue Rh- e casa com um homem Rh+, existe a possibilidade de que nasçam filhos Rh+.

Durante o parto, quando do descolamento da placenta, ocorre uma passagem de hemácias fetais para a circulação materna. A partir dessa ocasião, passa a haver uma produção e acúmulo de aglutininas (anticorpos) anti-Rh no sangue materno.

Em gestações posteriores, de filhos Rh+, os anticorpos maternos atravessam a placenta, alcançando a circulação do feto. A reação entre os aglutinogênios fetais e as aglutininas maternas provoca a aglutinação e a destruição das hemácias (hemólise) do sangue fetal. A hemoglobina se acumula na pele, provocando a icterícia. A medula óssea lança no sangue células imaturas (eritroblastos).

O quadro apresentado pela criança ao nascer é chamado de eritroblastose fetal (EF) ou doença hemolítica do recém-nascido (DHRN).

Nos casos menos graves, a criança pode sobreviver se for submetida a uma substituição de grande parte do seu sangue Rh+, por outro Rh-, que lentamente será substituído por seu próprio sangue Rh+, pelo seu organismo.

Atualmente, o problema é controlado com a aplicação, na mulher Rh-, de uma dose única de aglutinina anti-Rh, obtida do sangue de mulheres já sensibilizadas.

Essa aplicação deve ocorrer nas primeiras 72 horas após cada parto de feto Rh+.

Como as aglutininas injetadas são heterólogas (não produzidas pela própria mulher) logo serão eliminadas do seu organismo.

Herança dos grupos sanguíneos

GRUPOS SANGUÍNEOS

DOS PAIS

GRUPOS SANGUÍNEOS

DOS FILHOS

A x A

A – O

A x B

A – B – AB – O

A x AB

A – B – AB

A x O

A – O

B x B

B – O

B x AB

A – B - AB

B x O

B – O

AB x AB

A – B – AB

AB x O

A – B

O x O

O

Observamos no quadro acima que casais AxB, se forem heterozigotos, podem gerar filhos com qualquer um dos tipos sanguíneos. Este fato torna o exame de sangue inconclusivo em casos de confirmação de paternidade/maternidade.

Leia mais...

Amara Maria Pedrosa Silva

 

Atualizado em: segunda-feira, 02 de novembro de 2009